No icon

Presidente da Câmara Municipal de Catolé do Rocha faz farra com dinheiro público para pagar assessoria jurídica

Para quem não tem acesso a advogado ou não possui recursos para contratar os serviços de um, e que tenha nome ou estrutura de locomoção, pode recorrer ao Presidente da Câmara Municipal de Catolé do Rocha Cláudio de Oliveira Costa (Cláudio de Sinfrônio), pois o presidente está muito bem assessorado, pra ele, não faltam bons nomes, são advogados competentes e conceituados no mundo jurídico local e estadual, o problema, é que os advogados já contratados aqui e pra quem os conhecem, já seriam suficientes para atender toda uma demanda da casa legislativa, foram gastos com assessoria jurídica local, sendo que dois advogados revezaram no cargo de assessor jurídico da casa, mais de 9 mil reais entre janeiro e junho de 2018 .

Com um escritório local, foram R$ 24 mil reais entre janeiro e junho de 2018, mas ainda não foi suficiente para o presidente, já que contratou e pagou ao escritório Johnson Abrantes-Sociedade de Advogados R$ 12 mil reais também entre janeiro e junho de 2018.

Ao todo, o Presidente Cláudio de Oliveira Costa, pagou com o dinheiro público mais de 45 mil reais, R$ 45.641,49 de assessoria jurídica.

Um vereador que havia alertado nossa reportagem sobre o assunto, questionou como o presidente tendo tão boa assessoria jurídica local, ainda foi gastar R$ 12 mil reais com advogados de fora, “ Os advogados que estão disponíveis na câmara municipal de Catolé do Rocha, tem condições e estrutura de ir até João Pessoa caso for preciso, no meu entendimento não havia necessidade de contratar mais um escritório de fora, ou contratasse o de fora e economizasse o dinheiro público cortando gastos aqui, o presidente fala tanto em crise,mas esquece de botar em prática a economia em sua gestão”.

O vereador lamentou ainda dizendo que nesse mesmo período, tinha uma pessoa prestando serviços de relevância na câmara de Catolé do Rocha, que recebia apenas R$ 700 reais.

Os dados estão disponíveis no SAGRES-PB,do Tribunal de Contas da Paraíba.

ÉNOTÍCIASPB.COM

 

Comentários