É Notícias PB - O que é notícia você encontra aqui
TRF5 absolve deputado de acusação sobre suposta irregularidade
Friday, 09 Feb 2018 16:37 pm
É Notícias PB - O que é notícia você encontra aqui

É Notícias PB - O que é notícia você encontra aqui

Ficha Limpa. O ex-prefeito do município de São Bento e atual deputado estadual Galego Souza, do PP, está com o sentimento de que a justiça foi feita, após ter sido absolvido, por unanimidade, pelo pleno do Tribunal Regional Federal, em Recife, de uma acusação sobre uma suposta irregularidade na conclusão das obras do Hospital e Maternidade Maria Paulino Lúcio ainda da época em que era chefe do executivo local.

O deputado disse que sempre teve a consciência tranquila de que havia feito tudo dentro dos ditames da lei, mas se sentia incomodado com a suspeita, que agora foi esclarecida, comprovando sua inocência, tanto é que todos os 13 votos da Corte foram pela absolvição.

“É um momento de muita alegria. Graças a Deus que tudo deu certo nesse julgamento no TRF. Isso me deixava apreensivo. Nós ganhamos por unanimidade. Todos os desembargadores votaram a nosso favor, inclusive absolvendo não só a mim, mas todos os que estavam envolvidos naquele processo. A denúncia era sem fundamento e isso foi constatado nos autos. Agora foi provado que não tivemos culpa nenhuma no caso do Hospital. A obra só foi paralisada porque a justiça impediu que as obras prosseguissem e ela acabou sendo paralisada ainda na minha gestão. O sucessor também não conseguiu dar continuidade porque a obra estava embargada. Infelizmente a população perdeu. Hoje ela é que poderia está se beneficiando daquela obra. São Bento teve um grande prejuízo. Mas graças a Deus que tudo isso que se passou foi o momento. Agora está tudo esclarecido. Aquela vontade de alguns que estiveram lá apresentando a denúncia perderam. Peço apenas aos gestores do momento que trabalhem e contem comigo para conclusão do Hospital”, disse.

Na ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) além do então prefeito Galego, foram absolvidos ainda Isabel Dorlange Soares Vieira, Girleno Pereira da Silva e Francisco Bezerra Ferreira.

Fonte: PB AGORA